Guia Completo Sobre Prevenção e Combate a Incêndio



Por
Dimensao Incêndio
29 novembro 17
0
comment
Guia completo sobre prevenção e combate a incêndio

Preservar a vida e a segurança de todos ao redor, não é importante, mas acima disso indispensável e em alguns pontos, o que nos garante que determinados protocolos e ações sejam concretizados de fato é serem, descritos ou discriminados em lei. O homem evolui a partir do caos e impacto entre a realidade vigente e a necessidade de otimização, causando assim melhorias que possam garantir a sobrevivência e preservação da espécie humana. Necessário nos proteger de nós mesmo, de nossas próprias atitudes inadequadas em relação à segurança e preservação.

Normas sobre prevenção e combate a incêndios

A área que estuda a prevenção e combate a incêndios é a SCI – Segurança contra incêndio, que possui 9 capítulos contendo as seguintes normas:

I – prevenção ao iniciar o incêndio;

II – prevenção do ágil crescimento do incêndio;

III – Sistemas e funcionamento de Alarmes;

IV – Adequação dos meios de escape dos ocupantes;

V – projeto com estrutura que resista a incêndio;

VI – divisão dos espaços internos para prevenção a continuidade do incêndio;

VII – Separação das edificação para prevenir a propagação;

VIII – instalação para controlar o incêndio na edificação;

IX – sistema de brigada de incêndio para salvamento e controle.

Fogo e Incêndio

O fogo é uma palavra derivada do latim, focus, é a combustão a partir do calor e da energia da luz, a reação é o fogo, mas a princípio é uma combustão. Processo proveniente da química gerando assim a oxidação. Logo surgem cinza, vapor e dióxido de carbono. O dióxido de carbono é expelido pelo homem no processo de respiração. O poder de destruição pode ser expressado através de sua temperatura, o momento em que determinado material pega fogo é o ponto de ignição, que de veras ocasionará o início da queima da matéria. A cor do fogo é referente à matéria prima que recebe o ponto de ignição é sua superfície.

Incêndio é o que se caracteriza quando o fogo está sem controle acerca de sua proliferação sobre a matéria, logo ao manipular é necessário que exista equipamentos de combate a incêndio para a preservação, do indivíduo que o manipula.

A Importância das Normas Regulamentadoras

Existem então, as NR’s, Normas Regulamentadoras de Saúde e Segurança do trabalho, que são de fato obrigações direcionadas as organizações, que indicam como evitar acidentes de trabalho, e manipulação correta de equipamentos de segurança, alimentos e etc. Normas estas, alinhadas à Consolidação das Leis Trabalhistas (CLT), que conta com as exigências em referentes ao ambiente de trabalho. Daí surge a real importância de uma NR, pois ela preza pela segurança do colaborador e pelo alinhamento da empresa diante da lei.

Segundo a NR 23, que é referente à “Propagação do fogo e como combater incêndios”, especifica que todas as organizações devem aceitar as medidas de prevenção a incêndio de acordo com as normas, legislação e técnica correta.

  • Informando o colaborador da utilização de equipamentos de combate a incêndio
  • Efetuando treinamentos referentes a evacuações no caso de incêndio
  • E se responsabilizando em adequar o lugar com alarmes, e dispositivas de segurança

O local de trabalho deve oferecer saídas de emergência, aberturas, vias de passagem em caso de incêndio e acidentes. Faixas e placas sinalizando procedimentos e caminhos que possam facilitar que os colaboradores em casos extremos evacuar o local.

Para analisar como fogo pode vir a ser controlado, é necessário que observemos sua causa, imaginando assim o bastante conhecido – quadrante do fogo:

  1. Calor
  2. Combustão
  3. Comburente (oxigênio)
  4. Reação em cadeia

Após a análise de sua causa chegamos as respostas:

  • Abafar o fogo – eliminando assim o comburente
  • Isolar o fogo – distanciar do combustível
  • Resfriar o fogo – eliminar o calor

A reação em cadeia existirá se nenhuma medida for efetuada, ele é resultado da falta de ação.

Equipamentos de Combate a incêndio

Existem no mercado diversos equipamentos de combate a incêndio, tanto para proteção individual do colaborador quanto para a eliminação do fogo ou mesmo para evitar que ele incêndio exista.

O extintor é um grande aliado na eliminação do fogo, mas atua de acordo com o nível e tipo de fogo.

Tipo A – matéria comum: papel, madeira, plástico / extintor de água.

Tipo B – inflamáveis: gasolina, querosene, óleo /extintor de pó químico e gás carbônico.

Tipo C – elétricos: equipamentos elétricos, condutores de energia elétrica/ extintor de pó químico e gás carbônico.

Alguns extintores não deveriam ser utilizados para determinados tipos de fogo pois podem acabar aumentando o fogo, exemplo seria utilizar extintor de água para incêndio em tipo C, a água é um condutor elétrico , logo desta forma o incêndio se revelava maior e podendo assim ocasionar mais feridos.

A partir da existência da conscientização, a organização consegue aderir e absorver as Nr’s, gerando assim a adaptação aos procedimentos corretos e gerando sinergia entre cultura organizacional e lei. Quem ganha com isso somos todos nós, seja empregador ou empregado.

A educação é a chave para o combate ao incêndio. Treinamento de pessoas e foco nas leis referentes a proteção.

 

orcamento online